O seu browser está desatualizado!

Atualize o seu browser para ter uma melhor experiência e visualização deste site.

Atualize o seu browser agora

Bem-vindo à Jetcost

Para fins técnicos e de marketing (incluindo publicidade personalizada), utilizamos cookies e outras tecnologias de rastreamento semelhantes (nossas e de terceiros da UE e Extra UE) no nosso site. Se concordar com a sua utilização, incluindo a transferência de dados Extra UE de acordo com a nossa política de cookies , e deseja continuar, clique em "Aceitar todos e continuar no site".

Aceda a alterar a sua configuração para definir as suas preferências ou clique aqui para continuar sem cookies desnecessários.

Como será o voo após o término da pandemia?

As datas selecionadas podem não apresentar resultados devido ao COVID-19. Sugerimos que altere as datas.
Selecionar partida
  • Últimas pesquisas
Selecionar chegada
  • Últimas pesquisas
{{ weekDay }}
{{ panel.label }}
Está à procura de um voo só de ida?
{{ fromDate | dateToDayNumber }}

{{ fromDate | dateToMonthName }}

{{ fromDate | dateToDayName }}

{{ flexibleFromDateLabel }}
{{ option.label }}
?
{{ flexibleToDateLabel }}
{{ option.label }}
Classe e passageiros
Classe
Econômica
Disponível apenas para classe econômica
Número de passageiros
Adultos
{{ adults }}
Crianças
{{ children }}
Bebês
{{ infants }}
  • Compare com:
  • Como será o voo após o término da pandemia? - Jetcost
A COVID-19 perturbou a indústria do turismo e paralisou o mundo. Pela primeira vez na história, quase 90% da população mundial vive agora em países com restrições de viagem. As companhias aéreas, as agências de viagens e a indústria do turismo no seu conjunto estão entre as mais afectadas.
Como será o voo após o término da pandemia?
Iremos viajar novamente, mas não será a mesma coisa durante algum tempo. Mesmo que as fronteiras sejam reabertas, os viajantes terão de ter a certeza de que o embarque num avião é seguro e de que podem entrar no país de destino. Terão de estar em vigor novos protocolos e sistemas de segurança sanitária, e estes terão ainda de ser definidos.

A mudança mais imediata e talvez mais visível será a transição para viagens sem contacto, desde o passeio do aeroporto até ao check-in no hotel. Mesmo com os protocolos de limpeza rigorosos em vigor, o intercâmbio de documentos de viagem e superfícies de contacto através do check-in, da segurança, do controlo das fronteiras e do embarque continua a representar um risco significativo de infecção, tanto para os viajantes como para o pessoal.
Como será o voo após o término da pandemia?
Entrarão em jogo opções sem contacto, incluindo tecnologias para entrada de dados e digitalização de documentos, evitando ao mesmo tempo o contacto e mesmo comandos de voz. Os passaportes em papel continuam a ser necessários como principal forma de identidade para os viajantes. Numa situação de ausência de contacto, a adopção de credenciais de viagem digitais normalizadas e de iniciativas será acelerada e adaptada a este novo contexto.

Certamente a curto prazo, as viagens serão mais definidas por objectivo. Qualquer viagem de negócios terá de ser estritamente validada como uma actividade económica, com as empresas a limitarem o número de empregados que viajam por conta delas. Provavelmente, os países só abrirão as suas fronteiras onde, por boas razões e em condições de segurança, é possível deixar passar os viajantes. Isto pode significar vistos temporários e mais documentação que terá de levar consigo quando viaja.

Últimas Pesquisas de Voos

Encontre-nos em